Em parceria com a GLAAD, organização não-governamental que monitora e luta pela representação LGBTQ na mídia, a Netflix conduziu uma pesquisa sobre a relevância de personagens LGBTQ+ em produções televisivas, concluindo que séries como Elite e Sex Education ajudam a criar empatia entre os espectadores. Segundo o estudo, 80% dos brasileiros que não se identificam como LGBTQ+ sentem que a representação de personagens como Casey de Atypical e Robin de Stranger Things contribuiu para melhorar o relacionamento com pessoas LGBTQ+ em suas próprias vidas.

Ainda, a pesquisa constatou que 85% dos participantes da comunidade LGBTQ+  sentem que o entretenimento ajudou suas famílias a entendê-los melhor. Entre as séries citadas como mais importantes neste sentido, além das já citadas acima, estão Sense8, Orange is the New Black, RuPaul’s Drag Race e O Mundo Sombrio de Sabrina.

Celebrando o mês do orgulho LGBTQ+, a Netflix então criou uma coleção especial dedicada à estas produções, com seções como Orgulho de ser LGBTQ+, Cultura Drag, Indicados ao Prêmio GLAAD, Diretores LGBTQ+, LGBTQ+ para famílias e mais.

Confira a nova coleção especial em Netflix.com/Orgulho.