Por mais que a fusão entre a Disney e a Fox já tenha sido finalizada nos Estados Unidos, ainda há alguns empecilhos no Brasil, relacionados ao possível monopólio dos canais esportivos. Por conta disso, o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) decidirá em breve o resultado dessa junção [via UOL Esporte].

O julgamento ocorrerá em 6 de maio, em sessão online por conta da pandemia do coronavírus. Enquanto o foco da Disney é resolver a questão dos canais esportivos, que planeja o futuro do canal Fox Sports, a empresa afirma que a demora na negociação está atrasando seus investimentos no país, tanto na marca ESPN quanto no Disney+. O serviço de streaming está previsto para chegar ao Brasil ainda em 2020, mas sem data definida até o momento.

Como a fusão ainda não foi finalizada no país, isso pode estar impedindo que a Disney dê informações mais precisas sobre a vinda do streaming. Seja como for, a negociação continua na primeira semana de maio.