A diretora Cathy Yan revelou ao Hollywood Reporter que precisou insistir muito para que não tirassem uma das cenas mais impactantes envolvendo o vilão de Aves de Rapina, Máscara Negra (Ewan McGregor). A cena em questão mostra o personagem humilhando uma das clientes do seu clube, fazendo-a se despir.

“Serei honesta: tivemos que lutar para manter essa cena porque era desconfortável. Era arriscado e tivemos que brigar para mantê-la. Há cortes do filme sem ela. Acredito que seja um grande ponto de virada para Roman Sionis; é um grande ponto de virada para a Canário e a intenção no modo que gravamos não era tratar da violência contra a mulher. Era mais sobre Roman, do que ele é capaz e a Canário o vendo pelo que ele realmente é. Agora, ela pode se libertar dele”.

Na entrevista, Yan também comenta a bilheteria do filme, que fez US$ 201,8 milhões ao redor do mundo. “Sei que a Warner Bros. tinha expectativas muito altas para o filme – todos tínhamos. Também queríamos desfazer as expectativas em torno de um filme protagonizado por mulheres e o que mais me decepcionou nisso foi a ideia de que talvez não estejamos preparados para esse tipo de produção”.