Na semana passada a Epic Games entrou com um processo contra com a Apple e o Google, no episódio envolvendo a suspensão do game Fortnite nas lojas virtuais das duas empresas.

O caso já está na Justiça, a Epic acusa a Apple de monopólio, e, nesta segunda-feira (17), a Epic Games afirmou que foi banida definitivamente da App Store, que encerrou o acesso da empresa às plataformas de programação de aplicativos.

“A Apple removeu o Fortnite da App Store e informou a Epic que na sexta-feira, 28 de agosto, a Apple encerrará todas as nossas contas de desenvolvedor e cortará a Epic das ferramentas de desenvolvimento iOS e Mac. Estamos pedindo ao tribunal que pare com essa retaliação”, diz o tweet da conta oficial da companhia, que veio acompanhado de um link sobre os vários processos da Epic Games contra a Apple, em um total de 197 páginas.

Contudo, esse banimento não deve afetar a situação em que Fortnite está atualmente, pois a Epic Games possui seu próprio canal de distribuição do battle royale e isso deve causar um grande impacto na receita e no planejamento das companhias.

Isso porque a desenvolvedora tem os direitos sobre o motor gráfico Unreal Engine, que é amplamente usado em vários games, incluindo os que são produzidos para celulares. Além disso, a Epic Games produz apps utilitários para Macs.

Até o momento não para mensurar qual a extensão dessa medida da Apple e qual será o impacto nas duas companhias. Porém, está claro que essa briga está longe do seu fim.