Selecionamos filmes românticos incríveis que vão partir seu coração. A ideia desta lista é trazer filmes do gênero de romance que trabalhem com uma visão mais rústica acerca de todos os elementos que compreendem um relacionamento. Apesar de temas densos sobre o tema, todos os filmes indicados se utilizam de atmosferas aprazíveis para contar suas histórias, encantando o espectador ao mesmo tempo em que pontuam questões importantes.

Titanic (James Cameron, 1997)

Em uma viagem de inauguração do gigantesco e imponente navio Titanic, uma jovem aristocrata comprometida acaba apaixonando-se por um jovem pobre, iniciando uma romance proibido com o rapaz. O filme ganha a sua substância quando o navio atinge um iceberg, colocando em risco a vida de todos os passageiros. Obra-prima de James Cameron, Titanic vai além da mera definição de filme pipoca, contando com efeitos especiais fabulosos, um elenco produtivo, uma trilha sonora inesquecível e um roteiro ágil e assertivo.

Diário de uma Paixão (Nick Cassavetes, 2004)

O filme explora diferentes fases e fragmentos do relacionamento entre um homem e uma mulher, trabalhando como caráter central para o desenvolvimento da história a figura do tempo em seus personagens centrais. Diário de uma Paixão é aquele típico filme para se assistir com quem você ama, trazendo uma história bonita e que chega a emocionar em determinados momentos.

Namorados Para Sempre (Derek Cianfrance, 2010)

Exploraremos vários períodos do conturbado relacionamento entre um homem e uma mulher, sempre tendo como pano de fundo o inerente amor que um sente pelo outro. Sem fazer concessões ao mostrar as nuances problemáticas de um relacionamento, Namorados Para Sempre é um filme sobre a vida e sobre a figura inexorável do tempo. Destaque para as atuações emocionantes de Ryan Gosling e Michelle Williams.

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (Michel Gondry, 2004)

As aventuras e contratempos de um casal é destrinchada por este filme, tendo sempre como pano de fundo uma aura não-cronológica de cenas que exigem o máximo de seu espectador. Aqui, Jim Carrey e Kate Winslet interpretam personagens bastante diferentes daqueles que eles consumaram em suas filmografias, em um drama denso e visualmente impecável.

Ghost (Jerry Zucker, 1990)

Após seu companheiro ser assassinado em um assalto, uma jovem tem que reconstruir a sua vida. Porém, após uma médium chegar até ela afirmando que o fantasma de seu parceiro morto estava presente, ela começa a questionar tudo que tinha como certo em sua vida. Ghost é um filme que, certamente, tirará várias lágrimas de você. Sua história densa e emocionante comove a cada cena superada, sabendo, inclusive, trabalhar com passagens cômicas que conseguem mesclar certos sentimentos no espectador. Destaque para as atuações de Patrick Swayze e Demi Moore comandando os protagonistas.

A Garota Dinamarquesa (Tom Hooper, 2015)

Alocado na primeira metade do século XX, o filme conta a história de um homem que, após topar uma brincadeira com sua esposa e se vestir de mulher, acaba ficando obcecado pelos detalhes da beleza feminina. Ganharemos a substância da trama ao destrinchar a luta do personagem central para assumir a sua persona feminina, tendo em vista uma sociedade extremamente preconceituosa à época. Impecável do começo ao fim, A Garota Dinamarquesa possui uma história que parte de uma sutilidade ímpar, assim como pequenos espectros tristes que comovem o espectador. Vale também o destaque para a bela atuação de Eddie Redmayne à frente do personagem central.

Moonlight (Barry Jenkins, 2016)

Vários fragmentos da vida de um rapaz são explorados pela trama, trazendo os meandros de sua relação exacerbada com o mundo a sua volta. Moonlight – Sob a Luz do Luar consegue dar um olhar assertivo para uma camada negligenciada pelo cinema: relacionamentos homoafetivos entre negros. Obra-prima inquestionável do cinema que permanece na cabeça do espectador mesmo muito tempo após o seu término.