Vamos entender?

Você já deve estar sabendo: as operadoras de internet brasileira estão planejando começar a impor franquias limitadas na internet fixa, como já acontece com a internet móvel. Nós, outros sites, blogues, Youtubers e quem depende da internet para trabalhar estamos juntos nesse movimento contra esse posicionamento de franquia injusta para todo mundo! Nós queremos uma interne JUSTA, nós dependemos disso para trabalhar!

O Olhar Digital fez um post completo explicando esta polemica, separamos alguns trechos para vocês entenderem melhor o que esta acontecendo. Confira o post completo do OD aqui.

O que é o limite?

Atualmente, os planos de internet móvel são limitados. Depois de consumir um volume X de dados (seja por download ou upload, acessando sites, baixando ou fazendo streaming de músicas e vídeos), previamente acertados em contrato com a operadora, a sua internet é cortada ou tem a velocidade severamente reduzida.

Esta é a intenção das operadoras de internet fixa: limitar o acesso à internet depois que esse número X de gigabytes for atingido pelo consumidor. Isso pode ser feito por um bloqueio total ou uma redução drástica de velocidade, que força o usuário a pagar mais para retomar a normalidade.

Por que é prejudicial?

Se você usa internet no seu celular, já sabe qual é o problema. O usuário é forçado a mudar seus hábitos de consumo de internet, evitando determinados serviços como Netflix e YouTube para respeitar o limite de banda, sob pena de ter que pagar a mais por isso.

Todas as operadoras estão nessa jogada?

Felizmente não. O movimento recente foi iniciado pela VIVO, mas ela não está sozinha. Na verdade, a NET já tem franquias previstas em contrato há muito mais tempo, desde 2004, só que a empresa não agia para bloquear a internet do cliente após o excedente, apenas reduz a velocidade, e os usuários são avisados por e-mail antes de atingir o limite. No entanto, boa parte dos consumidores nunca percebeu redução.

A Oi também tem um plano de franquia limitada, mas garante não impor limites ao usuário. A empresa diz que isso é um benefício promocional, o que significa que isso pode mudar a qualquer momento. Quando e se isso acontecer, os clientes serão avisados com 30 dias de antecedência.

São algumas das maiores empresas do ramo, mas não são todas. Aqui está a lista das operadoras que NÃO VÃO aderir. A mais conhecida da lista é a Live TIM, que diz não ter planos de estabelecer limites.

Separamos alguns vídeos para você entender ainda mais sobre o assunto. Assista:

https://www.youtube.com/watch?v=rOMF59uvDbA

Não vamos deixar limitar nossa internet, não queremos internet de graça e sim uma INTERNET JUSTA!