Entrelaçado na história do jogo, há muitas raças que são de legitima importância para a própria história antes da primeira guerra. São elas:

Humanos – São os fundadores da aliança e governantes de Ventobravo , Lordaeron, Kul’tiras, Stromgarde, Gilneas, Alterac e Dalaran. São originários do norte do continente de Reinos do Leste, eles antigamente eram tribos. A tribo Arathi começou a agir, derrotando e dominando os rivais e formando um rápido reino humano. Os elfos que estavam em guerra com os trolls de Zul´Aman pediram ajuda ao rei dos humanos, e o rei percebendo que os trolls poderiam ser uma ameaça ao reino humano concordou se os elfos superiores ensinassem magia aos humanos. A aliança entre os elfos e os humanos foi selada e eles derrotaram o império trólico de Zul´Aman. Os humanos então com a ajuda da magia conseguiram explorar novas terras, criando novas cidades, pois só possuíam Stromgarde de grande importância.

Elfos Superiores – São os Altaneiros (Highborne) que sobraram após a grande cataclismo, foram banidos de Kalimdor para sempre, por seu vício em magia, viajaram por dias até chegar em nas Clareiras de Tirisfal, mas o lugar deixou alguns elfos loucos, então eles partiram ao norte e fundaram Quel’thalas. Mas a paz durou pouco quando os Trolls começaram a atacar. Mesmo com magia eles estavam em desvantagem e quase foram derrotados se não fossem humanos de Arathi, que se aliaram a nova raça ao norte. As numerosas tropas dos humanos e com conhecimentos mágicos élficos arcanos derrotaram os trolls. Ali criaram uma poderosa pátria e uma amizade com os humanos.

Anões – Originários de Khaz Modan, um continente ao sul de Lordaeron, eles eram “filhos dos titãs”, feitos de pedras e rochas, mas ao hibernar 8 mil anos, eles perderam essas afeições. Logo eles começaram cultivar uma cultura na cidade de Altaforja. Eles eram especialistas em tecnologia e máquinas, mas depois da morte de seu rei Modimus Anvilmar, os três clãs principais, os Barbabronze, os Martelo Feroz e os Ferro Negro, guerrearam pelo controle da Altaforja. Os Barbabronze venceram a guerra, mas eles nunca mais confiaram um nos outros tornando-se rivais. O clã Barbabronze ficou em Altaforja, os Martelo Feroz construíram para si a cidade de Grim Batol e o Ferro Negro entraram na Montanha da Rocha Negra jurando vingança para os outros clãs.

Elfos noturnos – Considerados os primeiros seres sapientes a produzir um império, eles foram outrora seres poderosos, controlando energias da mais poderosa fonte de magia arcana de todos os tempos, a Fonte da Eternidade. Eles cultivaram templos inteiros e havia grupos exclusivos que controlavam bem a magia arcana eram chamados de os Altaneiros. Num dado momento a Legião Ardente sentiu as energias da fonte e chegou a Azeroth (planeta), logo a rainha Azhara e seus Altaneiros se uniram aos demônios e estavam preparando a invasão da Legião Ardente, mas os elfos noturnos então se uniram para acabar com a loucura da rainha, e foram destruir a fonte de tudo isso, entretanto os Altaneiros estavam tentando evocando Sargeras ao mundo impedidos pelos rápidos movimentos dos elfos noturnos. Mas ao destruir a Fonte da Eternidade, eles destruíram Kalindor, dividindo os continentes. Os Altaneiros sobreviventes fugiram para o leste e os elfos remanescentes ao massacre foram ao norte, no que restou da vegetação de seu mundo e lá criaram A Árvore do Mundo, a sua fonte de vida eterna, os druidas voltaram ao sonho esmeralda e os que ficaram acordados protegiam o que restou da floresta de Kalindor renomeando-a de Vale Gris, e se renomearam As Sentinelas, os que protegiam o que restou de Kalindor de outra volta da Legião Ardente. Outros referências vão para Argus, planeta de origem dos Eredar(antepassados dos Draenei), Káresh, planeta dos Ethereal e Xoroth o planeta de proveniência de Nathrezim e dos Dreadsteeds.

WoW 02