Atenção: Este texto contem SPOILERS da segunda temporada de 13 Reasons Why.

Brian Yorkey, showrunner da série “13 Reasons Why” explicou o processo de criação da perturbante cena de agressão sexual envolvendo o personagem Monty (Timothy Granaderos) e Tyer (Devin Druid). Ele disse que tudo precisou se tratar de pesquisa.

“Nós fomos atrás e encontramos histórias e histórias de casos como este – histórias perturbadoras de atletas do sexo masculino que estão ensino médio e abusam de crianças mais fracas com cabos de esfregão ou tacos de sinuca”, disse ele ao Entertainment Weekly. “O número de histórias que encontramos sobre isso foi surpreendente e essas são apenas as que foram denunciadas, e sabemos que a agressão sexual é altamente subnotificado.”

A segunda temporada foi lançada na Netflix na última sexta-feira e muitos espectadores expressaram preocupação com uma cena em que Tyler é violentado sexualmente por Monty com um cabo de esfregão. Yorkey disse que ele e a equipe por trás do programa estão “interessados em continuar a conversa sobre abuso sexual no ensino médio”.

Ele acrescentou que o ataque, apesar de perturbador para ver na tela, “fazia sentido para esses personagens.” Tyler “se move em direções sociais positivas e, em seguida, ele tem contratempos, que eu acho que é a experiência que muitas crianças têm”, disse ele.

“Quando você é um garoto sem muita resiliência, como Tyler, esses contratempos podem ser devastadores”, continuou Yorkey. “Depois da intervenção, queríamos ver Tyler realmente tentando fazer escolhas positivas, mas te ele teve essas escolhas desviadas de alguma forma por Monty ou Bryce. Percebemos que Bryce iria romper com Monty e que Monty, obviamente, é realmente muito ligado a Bryce e que a perda seria devastadora para ele.”

“Então, respiramos fundo e todos conversamos sobre isso e decidimos que valeu a pena fazer, embora soubéssemos que seria difícil fazer e difícil de assistir”, disse ele.

Confira a entrevista completa aqui.

13 Reasons Why está disponível na Netflix.