“O erro médico é a terceira principal causa de morte nos Estados Unidos após o câncer e doenças cardíacas” (Frase da série)

The Resident estreou nos Estados Unidos com uma ótima audiência e recepção. E se você está procurando uma série tipo Grey’s Anatomy ou Chicago Med, esta não é a série. The Resident é sobre como os bastidores de grandes hospitais podem ser ainda piores do que imaginamos, e sobre pessoas boas lutando contra o sistema para salvar vidas e realizar um bom trabalho médico.

Dr. Bell (Bruce Greenwood) é um cirurgião que está passando por uma transgressão. Ao mesmo tempo que já possui a experiência suficiente para entender como funciona a medicina em seu estado puro, lida com a constante renovação de sua equipe médica, que se atualiza com novatos. O ‘da vez’ é o Dr. Devon Pravesh (Manish Dayal), que estará junto de seu residente, que foge de todas as convencionalidades possíveis: Conrad Hawkins (Matt Czuchry), pinta de badboy que não segue as regras aplicadas. O academicismo vs a inconveniência poderia render um contraste interessante na relação entre ambos, mas as divergências em excesso acabaram criando uma espécie de caricatura de ambos personagens.

Os dois primeiro episódios nos apresentam uma série acelerada, sem muito tempo para dramas de pacientes e histórias tristes. Felizmente a série tem um ótimo elenco que nos convence a continuar vendo a sequencia. É como uma The Good Wife sem muito drama e um pouco mais agressiva. Acredito que nos próximos episódios conheceremos melhor Conrad Hawkins e descobriremos melhor porque sua relação com Dr. Bell é tão turbulenta.

A série não tem data prevista para chegar ao Brasil.

Curta nossa página no facebook!