Sem perder o fio da meada, “Maze Runner – Prova de Fogo” continua exatamente onde parou o “Correr ou Morrer” e é repleto de ação e mistério sem ser chato e prende sua atenção do começo ao fim.

A direção do filme continuou com Wes Ball, roteiro de T.S. Nowlin, baseado no livro ‘Scorch Trials‘ de James Dashner.

Ufa! Que filme. Desta vez com cenários diversificados Thomas (Dylan O’Brien) e seus amigos exploram o deserto e tentam encontrar aliados para vencer a C.R.U.E.L.

Depois de escapar da Clareira, Thomas fica desconfiado de seus salvadores e resolve investigar, então descobre que ainda esta sob mira da C.R.U.E.L. e então pensa em um plano para tirar seus amigos daquele lugar, o que ele não esperava era que Ava Paige (Patricia Clarkson) estaria disposta a tudo para captura-lo novamente.

Em uma nova realidade, o Deserto, Thomas tem que lidar com os Cranks, pessoas infectas por um vírus que foi uma das causas para a destruição da humanidade.

O longa surpreende por não perder em nenhum momento a sequencia bem feita tanto do primeiro quanto o decorrer do segundo, cenas bem elaboradas de ação chamam atenção pelos cenários de alta produção, suspense e mistério a todo momento.

Dylan O’Brien desenvolve um personagem forte e marcante, Kaya Scodelario (como Teresa Agnes) chama atenção durante todo o enrendo num tom totalmente misterioso e questionadora, parecendo que sabe mais que os demais deixando o filme bem mais interessante.

O longa estreia dia 17 de setembro nos cinemas de todo Brasil, e você não vai querer perder!