Nos últimos dias você se deparou com #meuamigosecreto em suas redes sociais? Bom, esta hashtag fez parte da campanha de divulgação do filme “As Sufragistas” o que talvez você saiba, até agora.

Inspirado no movimento sufragista do final do século XIX e início do XX, na Inglaterra, o drama “As Sufragistas” (Suffragette) retrata a vida de um grupo de mulheres que resistia à opressão de forma passiva, sendo ridicularizadas e ignoradas pelos homens. A partir do momento em que começam a encarar uma crescente agressão da polícia, elas decidem se rebelar publicamente. Um dia, após sair da lavanderia em que trabalha, Maud se assusta com o caos de um protesto e acaba reconhecendo uma companheira de trabalho entre os manifestantes. A partir desse momento, a personagem decide reivindicar seus direitos como mulher e a lutar por sua dignidade.

as sufragistas

O longa é baseado em fatos que aconteceram do final do século XIX e início do XX, na Inglaterra, como relata a sinopse acima, e narra a história de uma mulher chamada Maud Watts, vivida por Carey Mulligan, ( de O Grande Gatsby e Orgulho e Preconceito) que é casada trabalha numa lavanderia com seu marido e tem um filho.

Maud é apenas uma parte da longa histórias das mulheres que revolucionaram o mundo. Depois de presenciar um protestos nas ruas Maud começa a pensar no porque da mulheres fazerem aquele aquilo e se de uma hora pra outra entre elas.

Ao começar a questionar seu marido e homens a sua volta Maud acaba saindo de sua zona de conforto e então vê a verdadeira realidade das mulheres naquela época, algo que ela vivia, mas deixava em segundo plano. Ao participar de reuniões secretas com o objetivo de conseguir direito ao voto para mulheres ela se vê em uma situação dramática que acaba envolvendo seu marido e filho.

O roteiro bem escrito é assinado por Abi Morgan, e o filme tem em mais ou menos 102 minutos bem aproveitados. Um drama emociante, uma aula, uma volta ao tempo para refletir, mas ainda sim é apenas uma pequena parte da historia que nos mostra como as mulheres tiverem que sofrer até conquistarem seus direito.

O filme chega aos cinemas dia 24/12, se vale a pena uma ida ao cinema? Com certeza!