Publicado no Brasil pela editora Arqueiro, o romance escrito por Kristin Hannah é totalmente entregue e fiel aos acontecimento históricos que abalaram a Europa durante a expansão territorial do nazismo na século XX.
Isabelle Rosignol e Vienne Mouric são irmãs com pouca afinidade. Ambas sofreram com a mudança drástica no temperamento do pai após sua volta da primeira guerra mundial em 1919, e com a morte precoce da mãe.
Com o início da Segunda Guerra Mundial em 1939, elas assumem papéis diferentes para sobreviverem ao caos em território Francês.
Isabelle é uma jovem com sede de revolução! Aventureira, ela se junta à comunistas para ajudar os aliados a derrotarem tropas Nazistas, claro que de maneira bem sigilosa. Já sua irmã Vienne é uma mulher cautelosa que tenta ignorar a guerra para proteger sua filha,  Sophie.
Contudo, ela renuncia aos próprios medos para salvar crianças judias de serem extraditadas e mortas nos campos de concentração nazistas na Alemanha e Polônia, assumindo alto risco já que aquartela um oficial do exército alemão contra a sua vontade em casa.

Considerações finais: É importante destacar o modo como a escritora,  Kristin Hannah,  retratou em sua obra a importância do papel feminino exercido durante as grandes guerras e tenta conta-lo de maneira didática para os amantes de literatura e história.
O Rouxinol está sendo adaptado para o cinema pela Tripstar Pictures e ainda não tem previsão para estréia.