Com o nome emprestado do dálmata de estimação do grupo norte-amrericano Sublime, a banda curitibana Lou Dog, um dos nomes mais expressivos do rock independente paranaense, dará um tempo dos palcos para se dedicar a gravação do novo disco, ainda sem nome, mas com previsão de lançamento para o final do ano.  Há nove anos na estrada, o quinteto faz sua última apresentação no domingo, dia 31 de janeiro, no Crossroads (Av. Iguaçu, 2.310), a partir das 20horas.  O show será especial e terá nada menos que, mais de duas horas de duração. Além das músicas autorais, farão parte do repertório canções das bandas que os influenciaram na carreira. A abertura fica por conta de Titcho Looper.

O setlist fará um passeio por toda a carreira da banda. O público poderá conferir músicas da fase inicial como “Me Pope”, além dos hits “Stevie Wonder hates me” e “Up The Hills Jah Is Romario”. Devem completar o repertório, canções do último EP, The Sublime Dead of Lou Dog, como  “Gimme Something” e “We are the next thing”, feitas em cima de samplers de bateria de outras bandas, como os The Beatles.
Formado por Thiago “Trosso” (guitarra e vocal), Guilherme Lepca (trombone e vocal), Lucas “Picanha” (guitarra e vocal), Eduardo “Sombra” (baixo e vocal) e André “Déko” (bateria), produz um som que vai do reggae ao rock, passando por surf music, ska, pelo punk e hip-hop. A combinação de uma pegada rock, um set list maciço e quatro vocais, renderam sucesso para o grupo, principalmente na cena curitibana, cativando um público fiel.

Com dois discos lançados e um EP, o Lou Dog já abriu diversos shows internacionais, como Less than Jake, Katchafire, The Beautiful Girls e do próprio Sublime, além de ter dividido o palco com o vocalista Rome em 2013.

 “Vamos dar um tempo dos palcos para se dedicar ao novo disco, aprovado pela Lei Rouanet e que deve ser lançado ainda no final deste ano”, revela Guilherme Lepca.
Os valores das entradas são: R$20,00 (masculino) e R$15,00 (feminino). Double drink mulheres tem entrada gratuita até às 21hs.