Ed Sheeran tem causado um impacto mercadológico relevante na indústria musical desde que surgiu. O cantor, que conseguiu representar, sozinho, 11% da arrecadação das plataformas de streaming no Reino Unido em 2017, agora se tornou o artista com a turnê mais lucrativa da história.

Aos 27 anos, ele superou o AC/DC ao atingir um total de US$ 213,9 milhões em ingressos vendidos (o equivalente a R$ 826 milhões), segundo dados divulgados pela Pollstar, que faz o estudo há dez anos.

O recorde anterior pertencia à banda australiana de hard rock, que acumulou R$ 687 milhões no primeiro semestre de 2010.

A pesquisa ainda ressalta que 2018 teve um acréscimo de 12% no faturamento geral em comparação ao mesmo período de 2017.

Esse feito de Sheeran também tem a ver com a quantidade de shows que ele realiza. Em seis meses, o britãnico se apresentou 52 vezes em 21 cidades diferentes, superando todos os demais artistas do ranking. Veja os dez artistas que mais arrecadaram em 2018:

1) Ed Sheeran (US$ 213.9 milhões)

2) Bruno Mars (US$ 113.4 milhões)

3) The Rolling Stones (US$ 100.8 milhões)

4) Taylor Swift (US$ 98 milhões)

5) P!nk (US$ 95.6 milhões)

6) Eagles (US$ 84 milhões)

7) Justin Timberlake (US$ 83.8 milhões)

8) Kenny Chesney (US$ 62.1 milhões)

9) Roger Waters (US$ 60.7 milhões)

10) U2 (US$ 59.9 milhões)

Do R7