O youtuber Júlio Cocielo, dono do CanalCanalha, publicou um vídeo nesta quarta-feira (4) pedindo desculpa pela publicação considerada racista sobre o jogador francês Kylian Mbappé, durante o jogo entre França e Argentina, no último sábado (30).

“Estou consciente do meu erro, não quero tentar ter razão ou querer debater pela razão em cima de uma coisa que eu não tenho razão nenhuma”, disse o youtuber no início do vídeo de pouco mais de seis minutos. “Hoje eu leio tudo aquilo que postei e me sinto envergonhado.”

Segundo o youtuber, depois que começou a analisar a postagem que fez no Twitter, dizendo que o francês “conseguiria fazer uns arrastão top na praia”, parou para identificar o erro. E algumas pessoas teriam explicado para ele o que é o racismo institucional e o racismo velado.

Leia mais: Abandonado por youtubers, Júlio Cocielo vira alvo de famosos

“A partir do momento que aprendi, percebi que é uma coisa importante, e todo mundo devia aprender e entender. É uma parada que a gente só precisa prestar atenção nas estatísticas. Por exemplo, muitos negros morrem confundidos com bandidos”, disse.

Sobre as publicações antigas no Twitter, Cocielo disse que mudou muito desde quando fez as ‘piadas’ racistas até hoje. “Minha vida evoluiu de repente. Todo dia a gente tem que procurar evoluir e ser uma pessoa melhor.”

Cocielo ainda afirma que excluiu a publicação pouco depois de ir ao ar porque não tem o intuito de ofender ninguém e, quando percebeu que poderia ter sido agressivo, resolveu deletar. O youtuber ainda disse que excluiu cerca de 50 mil tuítes porque pretende começar de novo, agora tendo conhecimento sobre o racismo.

Ele ainda afirma que as publicações racistas nunca deveriam ter sido feitaS e não deveriam ser consideras piadas, por isso aceita todas as consequências. “Fui um completo ignorante, mas hoje sou uma pessoa completamente diferente do que eu era.”

Do R7