A rede CBS optou por não renovar a série CSI: Cyber para sua terceira temporada, segundo divulgado pela imprensa americana. Com o seu cancelamento, encerra-se uma das mais longas franquias televisivas americanas. Esta era a última spinoff em produção de CSI, série que estreou em 2000 e que gerou também CSI: NY e CSI: Miami, todas canceladas.

Criada por Anthony E. Zuiker, Carol Mendelsohn e Ann Donahue (CSI: Miami), CSI: Cyber teve seu piloto exibido como um episódio de CSI. A história era inspirada na vida de Mary Aiken, psicóloga especializada em Internet.

A trama acompanhou os trabalhos de Avery Ryan (Patricia Arquette, de Medium e Boardwalk Empire), uma agente especial encarregada da divisão de crimes cibernéticos do FBI, em Quantico, Virgínia.

Em sua terceira temporada, a série registrou a média de 6.12 milhões de telespectadores, com 0.92% entre o público alvo ao vivo. Média muito abaixo daquela registrada pelo canal que, na Temporada 2014-2015, foi de de 11.3 milhões de telespectadores, com 2.3% entre o público alvo. Com a soma do DVR de sete dias, a temporada chegou a 8.5 milhões de telespectadores, com 1.5% entre o público alvo. Números ainda abaixo da média do canal.

CSI: Cyber teve um total de duas temporadas com trinta e um episódios produzidos. A produção é da CBS Television Studios.

Ainda falta a CBS definir o futuro de seis séries: Rush Hour, The Odd Couple, Code Black, Criminal Minds: Beyond Borders, Limitless e Supergirl, sendo que esta última poderá migrar para o canal CW, caso seja renovada.