Com a estreia de Batman V Superman nas telonas há pouco tempo, alguns fãs de quadrinhos questionaram a DC pelo filme ter um tom muito sombrio e muito pouco alivio cômico na trama comparando com os longas da Marvel. Mas parece que desta vez a Marvel mudará um pouco esta característica.

Sendo uma das principais características dos filmes da Marvel -o bom humor- o diretor de Capitão America – Guerra Civil revelou que o longa terá um tom sombrio desta vez, bem diferente dos outros já feitos.

Joe Russo, diretor, disse em entrevista a SFX Magazine: “O filme terá um tom diferente de todos os outros filmes da Marvel que já vimos. É certamente mais desafiador e, em um nível emocional, coisas mais sombrias acontecem nesse filme do que em outros filmes da Marvel”, revelou.

UCI Cinemas já está vendendo ingressos para Guerra Civil!

“Nós sempre pensamos em O Soldado Invernal como sendo um thriller político e nós pensamos em Guerra Civil como sendo um thriller psicológico. Eles tem uma ligação, o mesmo tom e textura, mas há uma diferença na dinâmica central.”

Capitão América: Guerra Civil encontra Steve Rogers (Chris Evans) liderando o recém-formado time de Vingadores em seus esforços continuados para proteger a humanidade. Mas, depois que um novo incidente envolvendo os Vingadores resulta num dano colateral, a pressão política se levanta para instaurar um sistema de contagem liderado por um órgão governamental para supervisionar e dirigir a equipe.

O novo status quo divide os Vingadores, resultando em dois campos: um liderado por Steve Rogers e seu desejo de que os Vingadores permaneçam livres para defender a humanidade sem a interferência do governo; o outro seguindo a surpreendente decisão de Tony Stark (Robert Downey Jr.) em apoio à supervisão e contagem do governo.