Beyoncé não levou o Grammy de melhor álbum do ano em 2017, mas isso não afetou nenhum um pouco as vendas do Lemonade. Queen B ganhou uma distinção – literalmente – ainda mais valiosa: o título de mulher mais bem paga da música neste ano, com surpreendentes US$ 105 milhões (antes do pagamento de impostos). Adele apareceu na sequência, com US$ 69 milhões.

O levantamento foi feito pela revista Forbes. Para a lista, foram analisados os rendimentos entre junho de 2016 e junho de 2017. Não foram consideradas taxas pagas a agentes, empresários e advogados. Os dados são da Nielsen SoundScan, Pollstar, RIAA e entrevistas com pessoas da indústria. As duas mulheres mais bem colocadas ganharam, juntas, dezenas de milhões a mais do que o restante do grupo, mas há vários outros nomes notáveis no ranking.

Billboard